Tipo: Exportação – 15 – Bebidas


No texto passado o assunto foi “comida”, então a óbvia escolha para tema deste texto seria a famosa, famigerada e querida “Bebidas”, pois, assim como as comidas típicas, bebidas típicas também estão espalhadas por aí deixando os turistas curiosos, bêbados e ajudando os feios locais a transar confraternizar com os manguaças estrangeiros, mostrando que língua quando bem usada não oferece nenhuma dificuldade.

atendentes que servem café no Cafe Baron Rojo, da idéia chilena do cafe con piernas

Ao pensar em bebidas típicas, o bom bebedor já liga alguns pontos e algumas bebidas com os povos de algum país como a caipirinha com os brasileiros, a tequila com os mexicanos, o champagne com os viadinhos tricolores bambis franceses, a vodka com os russos, o sake com os japoneses (que, por um acaso, a garrafa que está aqui do meu lado sendo esvaziada foi a inspiração para este post), a cerveja com os alemães e azeite de oliva extra virgem com os gregos.

Ah... que saudade de uma caipirinha bem feita...

Claro que nem só de bebidas típicas e exóticas vive um país, pois pelo mundo inteiro vários povos em diferentes países tem o costume de consumir a mesma bebida, mesmo que pelo anus de forma diferente. Os maiores exemplos são o vinho e a cerveja, onde países como Portugal, Espanha, França, Chile e Argentina são conhecidos pelo consumo (e produção) de vinho, já Alemanha, Irlanda, México, Brasil e vários outros países tem o costume te consumir cerveja. Aliás, o único país que conheço que seja forte em produção e consumo de cerveja e vinho é a Austrália, mas se o leitor conhecer algum mais, fique a vontade de colocar nos comentários!

Produtos típicos australianos

Algumas dicas de bebidas interessantes que eu já consumi são a Michelada e a Chelada do México (a primeira é uma mistura de cerveja com um pouco de suco de limão, e a segunda é cerveja com uma porrada de sucos e temperos, mas existem as versões dos países centro-americanos), a Paloma também do México (e é uma mistura de tequila com Squirt, que é um refrigerante de limão tipo a Gini do Brasil), o vinho de arroz da China (que tem um gosto bem doce e aroma de rosas, mas se toma de shot porque /é legal/ o teor alcoólico é /bom/ bem alto), o “Texas Ice Tea” aqui dos EUA (também conhecido como “Long Island Ice Tea” e é uma mistura de gelo, 5 bebidas diferentes e um pouquinho de coca-cola para dar a cor de chá) e a Sangrita também do México (unica não alcoólica na lista, e é um suco vermelho feito com as folhas e a fruta da laranja).

A Paloma, que me faz cantar: "Sí, ay, ay, ay, mi palomita me has robado toda el alma..."

Para quem não sabe, a letra está aqui.

Para finalizar, claro que vou sugerir algumas fontes de busca na internet para você achar aquela bebida de guarda-chuvinha gay típica: logicamente o oraculo (só dessa vez ajudo colocando essa procura aqui), o Wikitravel, o Lonely Planet e até mesmo os sites sobre turismo nos lugares vão sempre falar sobre bebidas típicas (alguns até dão receitas!). Alguns programas de TV também são interessantes como os do Discovery Travel and Living com o “Drinques e Cidades” (que tem excelentes dicas de vários tipos de bebidas na América Latina) o “Amantes do Vinho”, o “Top 5” fala mais sobre o lugar mas também tem dicas de bebidas e o “Desafio Coquetel” (que dois caras viajam criando drinques e aprendendo bebidas típicas dos lugares).

Depois de tudo isso, lembre-se: beba com moderação, se dirigir não beba, e se for beber me chama!

Duas das minhas paixões!

E falando em paixão, um motivacional que gostei muito.

Afinal, para chegar na situação acima tem que começar de algum lugar!

Como sempre, caso queira bater um papo com alguns de nós do blog, vá para o chat do msn group308100@groupsim.com e entenda porque dislexia e loucura são necessárias para participar do blog!

Abraços e… Até mais!

About these ads

2 respostas para Tipo: Exportação – 15 – Bebidas

  1. Vivien Lee disse:

    Mas esse nosso corespondente internacional me enche de orgulho viu!

    Curtir

  2. [...] mês, nosso gordo redator estrangeiro nos informou sobre COMIDA e BEBIDA do exterior, a XUCA DA SAMANTHA nos ensinou a dar o toba (não que isso sirva para a ala masculina [...]

    Curtir

comente nessa bagaça

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 102 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: